Visão geral do mercado farmacêutico em 2013

SÃO PAULO O ano de 2013 foi marcado por crises econômicas em diversos setores da indústria. Ainda como reflexo de crises anteriores, diversas empresas tiveram dificuldades financeiras, muitas vezes impulsionadas pela alta do dólar. Entretanto, um setor não soube o que é crise. Estamos falando da indústria farmacêutica.

mercado farmaceutico brasil

Com crescimento econômico nos últimos 10 anos, o setor farmacêutico resistiu à crise e projeta encerrar o ano com arrecadamento de R$ 54,2 bilhões, 9,2% maior que no ano passado. Especialistas dizem que o aumento do nível socioeconômico do brasileiro impulsionou as vendas no mercado interno, aquecendo a economia no setor farmacêutico.

Devido a isso, a profissão farmacêutica está em alta no país. Segundo o setor, o aumento da demanda é em grande parte devido aos medicamentos genéricos. A atuação do farmacêutico é bastante ampla e inclui áreas como manipulação e produção de medicamentos, homeopatia, saúde pública, alimentos, biotecnologia, análises clínicas, dentre outras.

Uma área com especial crescimento é a da manipulação de medicamentos. Com o preço dos produtos industriais em constante alta, os manipulados se tornaram uma opção mais barata, segura e eficaz no tratamento de doenças. Dessa forma, a demanda por profissionais especializados em manipulação também aumentou.

Em 2012, o Brasil ocupou a 7ª posição no ranking mundial de venda de medicamentos. Estimativas apontam que em 2015 o país ocupará a 6ª posição com relação ao consumo.

Perspectivas para o mercado farmacêutico nos próximos anos

As perspectivas são boas para o mercado farmacêuticos nos próximos anos, e os setor espera alta nas vendas e na demanda por profissionais. A expansão da classe C brasileira, a redução da taxa de desemprego e o aumento da expectativa de vida do brasileiro são alguns fatores que justificam o aumento da venda de medicamentos nos próximos anos. Dentro desse cenário, o setor farmacêutico espera ver um aumento da venda de produtos para a saúde pela Internet. Especialistas estimam um aumento de até 350% até 2017.

Entretanto, algumas medidas devem ser adotadas para que esse crescimento continue. O setor alerta que deve haver investimentos em tecnologia para que o custo de produção de medicamentos se torne menor e, com isso, a margem de lucro aumente. É preciso também investir na profissão, aumentando o número de faculdades de farmácia no Brasil e, com isso, a oferta de profissionais disponíveis no mercado. O profissional formado, por sua vez, deve sempre procurar se especializar e atualizar para acompanhar as rápidas mudanças que esse setor da economia apresenta.

Por fim, dados apontam que o ofício de farmacêutico no país está em franca ascensão e que cada vez mais empregos surgirão, necessitando de profissionais dinâmicos e prontos para crescer profissionalmente.

Por Mateus Malta de Sá (farmacêutico), 20 de dezembro de 2013 - © Kadmy - Fotolia.com

Ler mais notícias no site Criasaude.com.br